Rio Grande - Sexta-feira, 15/12/2017
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. 19º
:: Max. 25º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Empreendedor 03/01/2006

As pessoas nao acreditavam que o comercio de parafusos seria um bom negocio

Sucesso no mercado de parafusos

Rafael Silva

Em quem você pensa quando precisa comprar parafusos? Se você mora em Rio Grande ou região a resposta só pode ser Moraizinho Comércio de Parafusos. Entretanto, pouca gente conhece a trajetória do homem que acreditou, investiu e venceu em um ramo onde somente os empreendedores de maior visão enxergam um mercado.
Orlando Alves Moraes, 53 anos, veio de Porto Alegre em 1972 com seu pai, Aristit Moraes Filho, que trabalhava como atravessador de pescados. Em Rio Grande ele consolidou um negócio, casou-se e teve quatro filhos, dois com a primeira esposa e dois com a atual, Cristina Moraes, que também trabalha em sua loja.
Moraes conta que ao chegar em Rio Grande, com apenas 21 anos, não demorou para surgir a idéia de montar um negócio na cidade. “Nós tínhamos uma empresa de táxi em Porto Alegre, que não estava indo bem. Então decidimos investir em algum negócio aqui mesmo. Fizemos uma pesquisa e concluímos que não existia ninguém especializado em parafusos, e resolvemos que esse era o caminho”, conta.
Moraes e seu pai montaram a empresa Moraizinho Comércio de Parafusos em 1973. No início, as pessoas achavam estranho uma loja vender apenas parafusos, mas com o tempo a idéia conquistou a simpatia do rio-grandino. “Quando começamos com a loja, meu pai continuou trabalhando com peixe e eu tinha que ficar sozinho. Como tinha pouco estoque, eu colocava os parafuso no mostruário e as caixas vazias nas prateleiras. Assim, o pessoal tinha a impressão de que nosso estoque era grande”, ressalta.
Moraes conta que iniciar seu negócio foi muito difícil. “Abria na manhã e ia até a noite sem entrar um cliente. Mas nós nunca deixamos de acreditar que a loja daria certo. Era preciso primeiro fazer o nome da empresa”, diz. A loja começou a dar certo dois anos depois, quando começou a fornecer parafusos para as indústrias da Barra.
Além da loja, Moraes e seu pai também tiveram barcos de pesca. Ao todo, foram três embarcações. Entretanto, com a doença de Aristid, a família desfez-se do negócio.
Moraes destaca que o diferencial de sua loja é o atendimento e o preço baixo. E é exatamente isso que o impede de abrir uma filial. “Acredito que o cliente gosta de tratar diretamente com o dono, além disso, se eu tivesse outra loja, não conseguiria cuidar das duas como se deve”, argumenta.
A loja Morizinho Comércio de Parafusos fornece material para toda a região. De acordo com Moraes, a maior especialidade é a linha aço inox. “Por causa do salitre, esse é o material mais apropriado para regiões litorâneas. Assim, de Pelotas para cima é muito difícil encontrar. Então nós temos clientes em várias cidades, principalmente em São Lourenço, por causa da construção de barcos”, diz.
Na visão do empreendedor, o mercado de Rio Grande tende a crescer, motivado pela indústria naval. “Não venderemos para os grandes estaleiros, mas com certeza seremos os fornecedores de muitas pequenas indústrias que são atraídas por eles”, conclui.



17/07/2007
- INFORME EMPRESARIAL

23/01/2006
- Analisando o setor da construção civil

17/01/2006
- Investindo pesado no esporte rio-grandino

09/01/2006
- Rumo às vendas do futuro

26/12/2005
- Ele se considera um cidadão da Zona Sul

21/12/2005
- A concorrência é a maior aliada

12/12/2005
- O segredo da gastronomia é a qualidade

06/12/2005
- O sucesso nas vendas depende do trabalho duro

29/11/2005
- Novo conceito no ramo da construção civil

21/11/2005
- Sucesso na comercialização de cestas decorativas

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande