Rio Grande - Sábado, 16/12/2017
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. 21º
:: Max. 27º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Empreendedor 21/11/2005

Rosimary deciciu iniciar seu próprio negócio depois que voltou para Rio Grande

Sucesso na comercialização de cestas decorativas

Rafael Silva

Há dez anos a CIA das Cestas vem incrementando um toque de carinho e amou às diferentes datas comemorativas do ano. Isso todo mundo sabe, o que a maioria não conhece é a história de luta e coragem da proprietária, Rosimary Egues Tormann, que viu a necessidade de arriscar um negócio próprio e acabou ditando um verdadeiro conceito na arte de presentear as pessoas que mais amamos.
Rosimary é rio-grandina mas foi morar com a família em Vitória (ES), acompanhando seu marido, que era funcionário público. Depois de divorciada ela voltou para Rio Grande e trouxe consigo a vontade de empreender em algo totalmente novo. “Eu precisava trabalhar e não queria ser empregada. Então comecei a pensar em trabalhar por conta própria”, diz.
Quando morava em Vitória, Rosimary, conheceu uma artesã que produzia cestas comemorativas. Gostou muito do trabalho, mas não se achava em condições de exercer essa atividade. Já de volta a Rio Grande, em 1995, sua opinião acabou mudando.
Para iniciar, pesquisou qual seria o melhor ramo para investir e percebeu que o público rio-grandino necessitava de algo totalmente novo. Lembrou das cestas e decidiu arriscar. “A intenção era produzir apenas por encomenda. Escolhi o dia das crianças como a data para a inauguração. Montei algumas cestas com chocolates e outros produtos e coloquei uma propaganda no jornal. Vendi tudo no mesmo dia, então decidi que seria esse o meu negócio”, conta.
Com a grande procura pelas cestas ela decidiu abrir as portas e oferecer material também a pronta entrega. Foi quando as dificuldades começaram. “Eu tinha o local, a clientela e as idéias, mas não tinha quem entregassem as cestas. Então, descobri que o Orion mantinha dois motoboys trabalhando em sua firma. Isso era uma novidade para Rio Grande. Liguei para lá e os rapazes passaram a fazer as entregas antes do expediente. Foi essa ajuda que nos impulsionou”, destaca.
Outra dificuldade que ela passou e ainda passa para continuar trabalhando é em relação ao fornecimento de material, que muitas vezes precisam vir de outras cidades. Mesmo assim, ao passar dos anos, ela conseguiu trazer várias novidades para o público rio-grandino.
Rosimary é otimista em relação ao futuro, ela diz que Rio Grande é uma ótima cidade para trabalhar e já pensa em ampliar o espaço da loja e partir também para o ramo de decoração de festas.
O mais gratificante de tudo, segundo ela, é ter feito parte da história de muitos clientes. “Já vi muitos relacionamentos iniciarem com uma cesta e acabar em casamento. Me sinto muito gratificada com isso, o que me motiva a continuar”, conclui.



17/07/2007
- INFORME EMPRESARIAL

23/01/2006
- Analisando o setor da construção civil

17/01/2006
- Investindo pesado no esporte rio-grandino

09/01/2006
- Rumo às vendas do futuro

03/01/2006
- Sucesso no mercado de parafusos

26/12/2005
- Ele se considera um cidadão da Zona Sul

21/12/2005
- A concorrência é a maior aliada

12/12/2005
- O segredo da gastronomia é a qualidade

06/12/2005
- O sucesso nas vendas depende do trabalho duro

29/11/2005
- Novo conceito no ramo da construção civil

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande