Rio Grande - Sexta-feira, 15/12/2017
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. 19º
:: Max. 25º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Empreendedor 04/07/2005
Castanha não se preocupa com a concorrência

O rio-grandino Luis Henrique Castanha, 42 anos, trabalhou como empregado numa empresa de ferragem e tintas. Depois, foi para a Tumelero, tendo assumido várias gerências em lojas do interior, como Camaquã, Panambi e Caxias do Sul. Lá diz que aprendeu bastante, porque a empresa investia em cursos para seus funcionários, principalmente na área de vendas.
Com o advento do Plano Collor, a Tumelero teve necessidade de “enxugar” as despesas. Fechou várias lojas e uma delas foi a que Castanha gerenciava em Caxias do Sul. Ele e a esposa Sayonara Bianchi Castanha, após seis anos fora, voltaram para Rio Grande. “Se não fosse ela não teríamos crescido tanto. Sayonara deixou o emprego na prefeitura e abraçamos juntos nosso negócio”, salienta ele.
O casal abriu o Mini-Mercado Castanha na rua Minas Gerais, na calçada defronte ao atual estabelecimento. Tudo começou há 15 anos, numa pequena garagem, medindo 6m x 10m, onde permaneceram por cinco anos. Após, comprou um prédio, que hoje é depósito, e há três meses encontra-se em amplas instalações, na rua Minas Gerais. Lá se acha de tudo que um supermercado oferece, inclusive padaria e açougue. O estabelecimento tornou-se conhecido por suas promoções. “A gente compra com preço bom e vende com preço bom. Quem compra mal vende mal”, justifica o proprietário.
A fórmula para conquistar a freguesia e enfrentar a concorrência, segundo Castanheira, é “trabalho, trabalho. Não se preocupar com o concorrente, porque se te preocupas com ele, não te preocupas com o teu negócio. Enquanto ele pensa em mim, eu trabalho”.
Luis Henrique Castanha afirma que ser patrão é bem melhor que empregado, embora surjam outras preocupações, como o perigo de assaltos e também a carga tributária. “Mas não adianta. Tem de trabalhar mesmo”, diz ele, que hoje conta com 11 funcionários. Em seu entendimento os empregados têm de ser bem pagos. “A pior coisa é o funcionário desmotivado”, observa ele, que muitas vezes costuma entrar no estabelecimento às 7h da manhã e sair à 1h30min, já na madrugada.
Indagado sobre o diferencial do mini-mercado para as grandes redes de supermercados, Luis Henrique responde que “é a despesa, custo. O meu é baixo. Empresa pequena é uma família. Na empresa grande tu és um número”. O fato de atuar em bairro (divisa do Miguel de Castro Moreira com a Cohab I) também é positivo, na opinião do empreendedor. “O pessoal do bairro dificilmente sai para comprar em loja maior, no centro. Às vezes não faz isso até por constrangimento. Por que no bairro Getúlio Vargas o comércio é forte? O pessoal de lá prefere comprar no bairro mesmo. São bairristas de verdade”, comenta o entrevistado.
Castanha admite que no futuro pode expandir seus negócios. “Tenho a cabeça aberta. Hoje temos o Cartão Mini-Mercado e trabalhamos com todos os cartões, que representam 50% das vendas. Para abrir filiais é preciso estar estruturado e eu recém abri aqui. Mas a idéia é sempre querer aumentar o negócio”.



17/07/2007
- INFORME EMPRESARIAL

23/01/2006
- Analisando o setor da construção civil

17/01/2006
- Investindo pesado no esporte rio-grandino

09/01/2006
- Rumo às vendas do futuro

03/01/2006
- Sucesso no mercado de parafusos

26/12/2005
- Ele se considera um cidadão da Zona Sul

21/12/2005
- A concorrência é a maior aliada

12/12/2005
- O segredo da gastronomia é a qualidade

06/12/2005
- O sucesso nas vendas depende do trabalho duro

29/11/2005
- Novo conceito no ramo da construção civil

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande