Rio Grande - Sexta-feira, 15/12/2017
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. 19º
:: Max. 25º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Empreendedor 28/02/2005

TRABALHO E DEDICAÇÃO: o empresário está à frente da ferragem mais antiga do bairro

Pinheiro tem 24 anos de atuação na Cidade Nova

“Sendo honesto e competente a gente só tem a crescer. Precisa ter visão e havendo preço bom e atendimento a clientela sempre volta”. Esta é a fórmula para o sucesso de Ricardo Silva Pinheiro, que há 24 anos atua no comércio, sendo hoje proprietário da maior e mais antiga ferragem da Cidade Nova.
Ricardo Pinheiro começou a trabalhar com 18 anos, ajudando seu pai, João Batista Pinheiro, falecido há três anos, e que nos anos 70 possuía o açougue Popular, na esquina da avenida Pelotas com a rua 15 de Novembro. Ainda naquela década o pai chegou a abrir um depósito de argamassa com entrada pela 15 de Novembro e uma ferragem na avenida Pelotas, esta última no ano de 1974.
Ricardo assumiu o comando da Ferragem Pinheiro em dezembro de 1986. Para ele, aquela época do Plano Cruzado, no Governo Sarney, foi difícil. “Era preciso colocar avisos pedindo desculpas por não ter mercadoria. A fábrica não tinha como manter o preço e o comerciante não tinha de quem comprar. O estoque foi a zero. Era horrível”, lembra ele, sem nenhuma saudade daquele tempo. Para Pinheiro, “a época boa está sendo de quatro anos para cá. A gente vende e sabe que pode repor”.
Nas mãos de Ricardo a ferragem cresceu. Em 15 de dezembro de 2001 começou a ampliação até a esquina da 15 de Novembro. Também fez um segundo piso para depósito, “sem dever nada para ninguém, nem pegando dinheiro em banco. Não tinha dinheiro, parava a obra, depois continuava”.
Hoje o empreendedor considera-se estabilizado. Justifica que “24 anos não são 24 dias”. Ele conta com 11 funcionários, sendo cinco parentes, inclusive o filho Gabriel, de 20 anos, que lhe ajuda no caixa. São 4,8 mil itens à disposição de uma clientela que Ricardo considera “enorme”, atribuindo essa conquista à tradição da família no comércio.
Trabalhando do início até o fim do dia (“isto aqui é minha cadeia, mas vale a pena”) ele considera que a tendência do comércio de Rio Grande “é de melhorar muito com a chegada dos estaleiros. O que mata a gente são os impostos e encargos sociais. O funcionário ganha um salário e pagamos outro somente para os encargos”.
Ricardo Pinheiro comprou um prédio na avenida Pelotas que transformará em depósito para pisos e revestimentos. E até o final do ano pretende ampliar sua ferragem, com uma nova entrada pela 15 de Novembro. Além de ser um empreendedor, ele também incentiva outros a crescerem. Com esse espírito, apoiou a esposa para abrir um comércio de tintas (Alô Tintas) no Centro da cidade; o filho na abertura da Vidraçaria Pinheiro, situada na esquina defronte ao seu estabelecimento; e ajudou um amigo a abrir uma ferragem no Cassino.



17/07/2007
- INFORME EMPRESARIAL

23/01/2006
- Analisando o setor da construção civil

17/01/2006
- Investindo pesado no esporte rio-grandino

09/01/2006
- Rumo às vendas do futuro

03/01/2006
- Sucesso no mercado de parafusos

26/12/2005
- Ele se considera um cidadão da Zona Sul

21/12/2005
- A concorrência é a maior aliada

12/12/2005
- O segredo da gastronomia é a qualidade

06/12/2005
- O sucesso nas vendas depende do trabalho duro

29/11/2005
- Novo conceito no ramo da construção civil

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande