Rio Grande - Terça-feira, 17/10/2017
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. º
:: Max. º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Empreendedor 21/02/2005



Ao fundar a ‘Cristal’ casal realizou o sonho do próprio negócio

Patrícia Ritter Bartolo era secretária de consultório médico. O marido Cláudio Ossanes Bastos trabalhava como balconista numa loja de confecção. Tudo o que eles possuíam na vida era um Fusca, quando decidiram arriscar na abertura de um negócio próprio. O veículo foi vendido. Com o dinheiro, eles compraram a chave de uma lojinha na Galeria Conde e colocaram as prateleiras. Sobraram R$ 400. Abriram uma conta no banco, pegaram o talão de cheques e foram viajar para comprar mercadoria. O início nem sempre é fácil e para o casal não foi diferente. Acontece que eles ouviram muitos conselhos para comprarem material escolar, que iriam se dar bem. Não venderam nada.
“Então resolvemos fazer o que a gente gosta”, recorda Cláudio Bastos, 33 anos. “Minha mulher sempre gostou de esoterismo, Reiki e montamos um comércio que não havia na cidade”, conta.
Patrícia deixou o emprego para cuidar do negócio, enquanto Cláudio, por precaução, ainda permaneceu trabalhando como empregado por um ano. Nesse período conseguiram, inclusive, comprar outro carro.
Hoje eles possuem a Cristal, que já ocupa duas lojas da Galeria Conde. O negócio chama atenção de quem passa pelo local devido ao bom gosto e quantidade de mercadorias expostas, além do cheiro do incenso. Vende artigos esotéricos, artesanato, artigos indianos e de Macchu Picchu e muita bijuteria. É possível encontrar totens, fontes, bruxas, quadros, bolsas, tapetes e mantas, entre outros, com o preço variando desde R$ 0,50 até R$ 1 mil, que é o valor da estátua de um deus indiano. As vendas são feitas em até cinco vezes sem entrada.
Em março a loja completa 10 anos de existência. Nesse período surgiram alguns concorrentes, mas o empreendimento de Cláudio e Patrícia conquistou um público fiel, de todas as idades. Inclusive pessoas de outras cidades da região conheceram a loja no Cassino, ficaram encantadas e durante o veraneio é comum virem até o Centro da cidade para fazerem compras na Cristal. O problema do Cassino, segundo Cláudio, é o preço do aluguel, considerado por ele muito caro para uma temporada curta. Por isso, decidiram ficar na cidade.
Os proprietários já sentem a falta de espaço para tanta mercadoria. Hoje eles têm três funcionários com carteira assinada. Entendem que há lugar para a concorrência, mas ela obriga-os a viajarem a São Paulo com freqüência para trazerem mercadorias exclusivas. Além disso, a margem de lucro diminuiu. “Quando abri, eu comprava uma bruxinha a R$ 2 e vendia por R$ 6. Hoje tenho de vender por R$ 3, porque têm dez vendendo a mesma coisa. Tenho um carro financiado, uma casa e o pessoal acha que a gente está rico, mas não é assim. Há o custo dos funcionários, o pagamento de dois aluguéis, dois condomínios, água, luz e a despesa com fornecedores”, observa Cláudio Bastos.
Cláudio e Patrícia estão satisfeitos com o movimento. Com relação ao futuro, mostram-se precavidos, mas passados 10 anos eles têm muito a comemorar, tanto que já reclamam a falta de espaço físico. Ou seja, o negócio ainda tem muito para crescer.



17/07/2007
- INFORME EMPRESARIAL

23/01/2006
- Analisando o setor da construção civil

17/01/2006
- Investindo pesado no esporte rio-grandino

09/01/2006
- Rumo às vendas do futuro

03/01/2006
- Sucesso no mercado de parafusos

26/12/2005
- Ele se considera um cidadão da Zona Sul

21/12/2005
- A concorrência é a maior aliada

12/12/2005
- O segredo da gastronomia é a qualidade

06/12/2005
- O sucesso nas vendas depende do trabalho duro

29/11/2005
- Novo conceito no ramo da construção civil

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande