Rio Grande - Sábado, 16/12/2017
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. 21º
:: Max. 27º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Empreendedor 30/08/2004

CARINHO: a professora e empresária Fátima vive cercada pela criançada

Paixão pelas crianças e talento para os negócios

Carinhosamente chamada de ‘Tia Fafá’ pela molecada, Fátima Barbosa da Silva decidiu há pouco mais de 11 anos agregar sua paixão pela educação infantil à possibilidade real de abrir um negócio, logo após sua graduação no Magistério. Surgiu então a idéia de criar a Escolinha Bambino, atualmente dedicada à educação de mais de 65 alunos de 0 a 5 anos. Uma tarefa que para muitos pode parecer impossível, mas que, com sua paixão pelas crianças e o auxílio de um dedicado grupo de colaboradoras, tornou a pré-escola uma das mais requisitadas da cidade.
“Quando jovem, fiz um teste vocacional e surgiram três alternativas: professora, veterinária ou bioquímica. Por ser a área com que mais me identifiquei, optei pela primeira opção. Anos mais tarde, quando meu pai estava se aposentando e comunicou seu desejo em investir no futuro dos filhos, decidi abrir a escolinha. Minha formação, porém, era como professora e não administradora, e obviamente tive muito receio”, relembra ela. O quadro de alunos da Bambino começou pequeno, sendo formado em sua maioria por primos e sobrinhos de Fátima. “O apoio da família e dos amigos foi fundamental nessa primeira fase”, ressalta.
Como todo bom administrador, Fafá procura estar sempre atenta às novidades do mercado. “É preciso estar atento à evolução, e a educação infantil, em especial, vive em constante renovação. Nunca deixei de tirar cursos, em busca de aperfeiçoamento”, analisa. Além das sete salas de aula, com biblioteca e brinquedoteca amplas, um pátio com galinhas, patos e coelhos diverte e educa a criançada. As atividades paralelas também são uma constante na Bambino: entre elas estão aulas de balé e futebol, bem como excursões e semanas voltadas a atividades artístico-culturais. Nesse sentido, ela ainda procura trabalhar com estagiárias da Furg. “Voltamos o olhar para a universidade, pois é de lá que vêm os futuros profissionais”, explica. Cinco professoras e três auxiliares integram o quadro de funcionárias da escola. “Sabemos muito bem com quem trabalhamos. Muitas das crianças, afinal, convivem mais com as ‘tias’ do que com os próprios pais”, afirma. Fátima acredita na força da propaganda, mas costuma dizer que seu maior marketing são, justamente, os pais, “que acompanham o crescimento e o desenvolvimento dos filhos conosco”.
Simultaneamente à atribulada vida empresarial, Fátima continua lecionando em duas escolas do município. “Quando nos envolvemos com educação, não dá para ficar parado”, conclui.



17/07/2007
- INFORME EMPRESARIAL

23/01/2006
- Analisando o setor da construção civil

17/01/2006
- Investindo pesado no esporte rio-grandino

09/01/2006
- Rumo às vendas do futuro

03/01/2006
- Sucesso no mercado de parafusos

26/12/2005
- Ele se considera um cidadão da Zona Sul

21/12/2005
- A concorrência é a maior aliada

12/12/2005
- O segredo da gastronomia é a qualidade

06/12/2005
- O sucesso nas vendas depende do trabalho duro

29/11/2005
- Novo conceito no ramo da construção civil

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande