Rio Grande - Sábado, 16/12/2017
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. 21º
:: Max. 27º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Empreendedor 15/03/2004

POR DENTRO: graduado em Tecnologia de Rede, o jovem empresário sabe o que seu público procura

Trazendo a última palavra em jogos eletrônicos

Há cerca de quatro anos, o carioca Bernardo Brandão Paes de Carvalho veio para Rio Grande visitar a cidade, conheceu sua atual esposa, apaixonou-se, e resolveu ficar. Filho de uma família de comerciantes, quando se instalou no município já tinha a idéia fixa de montar um negócio próprio. Como já era formado em Tecnologia de Rede, pela Faculdade Carioca, decidiu empreender algo ligado à informática. Depois de uma pesquisa de mercado, resolveu montar uma casa de jogos em rede e acabou trazendo uma novidade para a região. Hoje, ele já colhe os frutos de seu investimento, sendo a primeira e única casa do gênero da cidade: a Net LAN House.
Para iniciar seu negócio, Bernardo teve que utilizar algumas peças de sua casa. Começou com apenas quatro computadores. A novidade logo atraiu dezenas de jovens rio-grandinos, pela possibilidade de se divertir com jogos eletrônicos utilizando uma rede própria de computadores. “Todas as máquinas são conectadas em um servidor, cada um controla seu personagem no mesmo jogo. É uma febre nas grandes cidades, e agora Rio Grande também pode contar com uma LAN House”, ressalta.
Hoje Bernardo já oferece oito máquinas, para aluguel por hora. O sucesso do negócio fez com que ele ficasse conhecido entre os apaixonados por computação e acabou oferecendo também assistência técnica em rede para seus clientes. “Também estamos começando a vender computadores e já estou destinando uma peça para montar uma loja”, relata.
Bernardo destaca que desde o início teve a preocupação de montar um ambiente confortável para seus clientes. Em geral, o público que freqüenta sua loja é composto por adolescentes. “O pessoal passa bastante tempo em frente aos computadores, então decidimos oferecer também venda de salgadinhos e refrigerante. Durante a semana funcionamos das 14h à meia-noite. Nos finais de semana, fazemos um ‘madrugadão’ até às 6h, para o público mais velho”, pondera.
Apesar do sucesso de sua LAN House, Bernardo avalia o mercado de Rio Grande para esse tipo de atividade ainda pequeno. “Jogos em rede ainda não são muito conhecidos do público rio-grandino. Mesmo assim, o mercado tem tudo para crescer em pouco tempo, graças à divulgação. Apostando nisso, até julho ampliaremos o número de computadores para 16”, conclui.



17/07/2007
- INFORME EMPRESARIAL

23/01/2006
- Analisando o setor da construção civil

17/01/2006
- Investindo pesado no esporte rio-grandino

09/01/2006
- Rumo às vendas do futuro

03/01/2006
- Sucesso no mercado de parafusos

26/12/2005
- Ele se considera um cidadão da Zona Sul

21/12/2005
- A concorrência é a maior aliada

12/12/2005
- O segredo da gastronomia é a qualidade

06/12/2005
- O sucesso nas vendas depende do trabalho duro

29/11/2005
- Novo conceito no ramo da construção civil

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande