Rio Grande - Quarta-feira, 21/08/2019
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. º
:: Max. º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Empreendedor 27/08/2002

Net Mix é o único cybercafé de Rio Grande com a sua atual estrutura

Uma idéia concretizada que foi pioneira na cidade

Há quase três anos os rio-grandinos têm utilizado uma alternativa para acessar a Internet. Ligada ao maior provedor da cidade, a VetorialNet, a Net Mix permanece sendo o único cybercafé de Rio Grande com a atual estrutura. A criação surgiu por acaso, de acordo com sua idealizadora, Sílvia Girardon, de 51 anos.
Funcionária aposentada da Caixa Econômica Federal, onde atuou por 26 anos, Sílvia viajava por Portugal em 1997. Precisando acessar a rede em busca de informações, percebeu a existência de um curioso serviço, até então desconhecido por ela: uma casa onde era possível viajar na Internet, saboreando um café expresso. Empolgada, Sílvia resolveu trazer a idéia para a cidade-natal. O quadro era promissor. “Na época, havia somente duas ou três casas com as mesmas características em todo o Estado”, lembra a empresária.
As atividades foram iniciadas com cinco microcomputadores; hoje, são oito equipamentos disponibilizados aos clientes, que pagam uma taxa para utilizá-los por hora. Há impressoras, scanners e, inclusive, funcionários que auxiliam aqueles que não sabem digitar. A velocidade de processamento é a mesma da VetorialNet, provedor que atua como parceiro da empresa. No sábado o preço do aluguel é diferenciado, e, segundo Sílvia, esse é o dia de maior procura pelos computadores. O horário de funcionamento da loja é das 10h às 20h; no sábado, a Net Mix abre das 13h às 19h.
Os funcionários da empresa são capacitados para o serviço. Todos têm conhecimentos de informática e grande parte vem do Colégio Técnico Industrial (CTI). “Muitos, quando começam a trabalhar conosco, não sabem fazer café. Mas eles aprendem fácil, e em dois dias já fazem um belo cafezinho”, brinca Sílvia. Os filhos e o marido ajudam vez ou outra na loja, mas na família é somente ela quem realmente aprecia computadores.
Sílvia atribui o sucesso da empresa ao ineditismo de seus serviços. “Ninguém mais vive sem a Internet. Às vezes surge um trabalho ou um documento que precisa ser entregue imediatamente e não há um local de acesso à rede para realizar essas tarefas. Viemos para auxiliar nessas eventuais dificuldades”, comenta.
Ainda sem concorrentes no ramo, a empresária possui tempo para pensar com relativa tranqüilidade na expansão de seus serviços. Entre os futuros projetos da Net Mix está a criação de um novo serviço: um álbum de fotografias digitais. Com previsão de lançamento para os próximos meses, a peça será gravada em CD e trará ilustrações animadas para o cliente.



17/07/2007
- INFORME EMPRESARIAL

23/01/2006
- Analisando o setor da construção civil

17/01/2006
- Investindo pesado no esporte rio-grandino

09/01/2006
- Rumo às vendas do futuro

03/01/2006
- Sucesso no mercado de parafusos

26/12/2005
- Ele se considera um cidadão da Zona Sul

21/12/2005
- A concorrência é a maior aliada

12/12/2005
- O segredo da gastronomia é a qualidade

06/12/2005
- O sucesso nas vendas depende do trabalho duro

29/11/2005
- Novo conceito no ramo da construção civil

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande