Rio Grande - Domingo, 20/10/2019
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. º
:: Max. º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Empreendedor 02/02/2004

PESQUISA: Santos percebeu que o ramo de pneus era um dos mais promissores

Definindo um projeto de vida

Há cerca de 13 anos, o engenheiro civil Antônio de Oliveira Santos, juntamente com o colega, também engenheiro, José Carlos Troina, largou sua profissão para se dedicar a um negócio próprio. Ele e o sócio trabalhavam na mesma empresa e pretendiam conciliar suas atividades com o novo empreendimento. Mas cedo descobriram que deveriam se dedicar por inteiro a apenas uma das atividades e optaram pelo desafio de fazer parte do mundo dos empreendedores. “É como se diz no meio: é preciso estar com a barriga atrás do balcão”, destaca Santos, de 48 anos.
Mesmo tendo estudado muito para exercer o ofício de engenheiro, Santos diz não se arrepender da escolha, que resultou na construção de uma das mais conceituadas revendedoras de pneus de Rio Grande: a Skina Pneus. “Poderíamos ter continuado trabalhando na construção civil, mas decidimos agradar o consumidor rio-grandino, que gosta de ser atendido pelo próprio dono”, diz. Ele lembra que, para arriscar um empreendimento, os dois sócios fizeram uma pesquisa de mercado para saber quais os ramos de investimentos mais promissores na cidade, e descobriram que trabalhar com pneus seria uma boa opção. “Naquela época, faltavam lojas desse tipo. Hoje o mercado ainda é promissor, mas é muito segmentado”, ressalta.
Os dois sócios começaram com uma loja, no mesmo local, porém com instalações mais simples do que atualmente. “Decidimos iniciar oferecendo produtos de alta qualidade e também serviço de balanceamento com aparelhos modernos, o que encareceu bastante nosso começo. Mas o investimento valeu a pena, pois fomos a primeira loja de Rio Grande a oferecer os serviços de balanceamento e alinhamento computadorizados. Assim, conquistamos boa parte de nossa clientela”, argumenta.
Conforme Antônio, manter uma empresa é totalmente diferente da sua antiga profissão de engenheiro. Mas a mudança repentina gerou grandes frutos na vida dos dois sócios. Há cerca de sete anos, eles ampliaram a loja e passaram a manter quatro empregos diretos. “Chegaram a nos oferecer uma representação exclusiva em Pelotas, mas não quisemos deixar nossa terra natal. Hoje, temos uma parceria com a Pirelli, o que nos orgulha muito”, pondera.
Para o futuro, Antônio adianta que existe o projeto de abrir uma filial em outro ponto da cidade. “Pretendemos atender melhor o público próximo à estrada. Sempre apostamos em Rio Grande como grande potencial para gerar um negócio, e hoje estamos retribuindo isso com a seriedade de nosso trabalho”, conclui.



17/07/2007
- INFORME EMPRESARIAL

23/01/2006
- Analisando o setor da construção civil

17/01/2006
- Investindo pesado no esporte rio-grandino

09/01/2006
- Rumo às vendas do futuro

03/01/2006
- Sucesso no mercado de parafusos

26/12/2005
- Ele se considera um cidadão da Zona Sul

21/12/2005
- A concorrência é a maior aliada

12/12/2005
- O segredo da gastronomia é a qualidade

06/12/2005
- O sucesso nas vendas depende do trabalho duro

29/11/2005
- Novo conceito no ramo da construção civil

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande