Rio Grande - Domingo, 20/10/2019
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. º
:: Max. º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Empreendedor 20/04/2003

Escuna realiza também viagens na região pela lagoa dos Patos

Ressaltar as riquezas turísticas e potencialidades da região

Demonstrar a todos as inesgotáveis riquezas turísticas que o mar pode propiciar, explorando e retratando as belezas da região de forma pioneira é o compromisso do armador naval João Pedro Chaves Roig, um nortense de 53 anos, que a mais de duas décadas fez do mar seu sustento.
Segundo João Pedro, o começo de sua jornada de trabalho em união com o mar começou com uma pequena lancha com capacidade para cerca de 20 pessoas, que fazia o transporte de estudantes entre a cidade de Rio Grande e São José do Norte, tendo um crescimento continuo no ramo e expandindo sua frota, intensificou o trabalho de transporte de pessoas entre as cidades vizinhas. “Antigamente alguns estudantes tinham dificuldades no translado entre as cidades, pois os horários não cobriam as necessidades destes, fazendo assim com que eu entrasse no ramo”, relembra João Pedro.
Com o tempo, desenvolveu com pioneirismo uma exploração visual pelas riquezas da orla marítima da região para a comunidade e turistas que visitavam a região, trabalhando com a tradicional Lancha Mara e fazendo os passeios consagrados da 8a Festa do Mar e em outras cidades, como São Lourenço do Sul, com exclusividade no Evento Musical “Reponte”; e em Pelotas durante a Fenadoce. “A periodicidade dos passeios acontecia conforme a solicitação e calendários de eventos, utilizando a mesma embarcação do começo, mas como acreditamos no turismo e nas grandes e diversas riquezas de nossa região, como nossa orla, molhes da barra e lagoa dos patos resolvemos desenvolver algo inovador e atrativo, criando assim a Escuna Minuano”.
A nova embarcação foi lançada para desenvolver não somente as belezas da geografia da região, mas também ilustrar a história do Estado do Rio Grande do Sul, que é demonstrada através de uma encenação teatral a bordo da escuna, que propicia assim uma viagem pelo tempo a seus passageiros. “Acredito que fomos beneficiados com a apresentação da mini-série da rede Globo “A casa das sete mulheres”, que conta a guerra farroupilha, pois encontramos um interesse muito grande por parte dos participantes dos passeios da Minuano”.
João Pedro conta que para o futuro a pretensão é estabelecer e consolidar o passeio como uma atração turística da cidade, já tendo consolidado alguns acordos com as agências de turismo de nossa cidade. “Após a Festa do Mar permaneceremos oferecendo o passeio a comunidade, uma riqueza como a nossa não pode ficar escondida”, finaliza o pioneiro e empresário, João Pedro.



17/07/2007
- INFORME EMPRESARIAL

23/01/2006
- Analisando o setor da construção civil

17/01/2006
- Investindo pesado no esporte rio-grandino

09/01/2006
- Rumo às vendas do futuro

03/01/2006
- Sucesso no mercado de parafusos

26/12/2005
- Ele se considera um cidadão da Zona Sul

21/12/2005
- A concorrência é a maior aliada

12/12/2005
- O segredo da gastronomia é a qualidade

06/12/2005
- O sucesso nas vendas depende do trabalho duro

29/11/2005
- Novo conceito no ramo da construção civil

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande