Rio Grande - Terça-feira, 23/05/2017
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. º
:: Max. º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Rio Grande - 270 anos 21/02/2007

Pessoas na praia do Cassino em 1937


Banhista descansando à beira da praia


Pessoas na praia

Manual explicava como aproveitar a praia

Em 1890 a Companhia Estrada de Ferro Rio Grande – Costa do Mar – publicou o Guia do Banhista Informações Sobre a Praia de Banhos na Villa Siqueira, editado pela tipografia da Livraria Rio-Grandense. Naturalmente, esse continha informações sob a Villa como: extensão, arruamento, natureza do solo os melhoramentos iniciais; Esse marca a gênese do Balneário Cassino.
No entanto, o aspecto abordado no texto é a forma como o banhista era instruído previamente sobre o proveito e a duração de seu banho. E nessa questão os autores do Guia utilizaram a obra do escritor Ramalho Ortigão – As Praias de Portugal – dando assim um embasamento cientifico.
“O banho pode ser considerado sob dois pontos de vista differentes: como agente hydroterapico e como banho medicamentoso. A acção hydroterapica domina quando a duração do banho é mais fria. Produz-se a acção medicamentosa quando a temperatura é mais elevada e a duração do banho mais longa (três quartos de hora). Assim o banho de mar apresenta o duplo caracter hygienico e therapeutico.”
Figuram também como ação terapêutica o banho de areia, “utilíssimo às crianças” e o banho de ar. Na questão alimentar do banhista deveriam ser excluídos os pratos irritantes e as substancias difíceis de digerir como a mostarda, a pimenta o café e as bebidas alcoólicas. Podemos encontrar também importantes recomendações referentes ao que fazer antes do banho, durante e depois.
“Ao ir para o banho deve-se ter em vista que tenham cessado completamente os trabalhos de digestão.” (...)
“É importante que o banhista ao chegar á barraca, se dispa com a máxima rapidez, enfie um calção de malha de lã, se envolva numa capa ou num plaid e corra immediatamente para a água, desembuçando-se no momento da immersão.”
As mulheres deveriam ter um cuidado especial usando uma touca de “gutta-percha” para não molharem o cabelo, caso estas não possuíssem a respectiva touca era aconselhado não mergulharem, pois, os “longos cabelos” molhados causam mais males do que o qual o banho é destinado a combater, caso o cabelo tenha sido molhado era de convir lavá-los em seguida com água doce até restabelecer o aceio.
Ao entrar na água a imersão deveria ser súbita e não progressivamente, e o banhista deveria se manter em movimento, sendo recomendada a natação como um excelente exercício.
“Ao penetrar-se na água sente-se um estremecimento, um calafrio geral. Depois d’isso a circulação restabelece-se rapidamente e produz-se uma sensação agradável. Se o banho se prolonga demasiadamente o primeiro cala frio repete-se. E o signal intimativo para sahir immediatamente.”
Ao termino o banhista deveria cobrir imediatamente o corpo com um lençol áspero e ter sua pele friccionada até dar a uma cor rosada. Recomendava-se após o banho um exercício moderado.
“(...) um passeio a pé, de meia hora, na praia debaixo de um chapéo de sol, com o cabello solto como usam as senhoras nas praias da Alemanha.”
Embora, a finalidade do texto tenha sido de trazer ao leitor uma pequena curiosidade histórica, nos cabe salientar que usar a praia era uma questão de saúde. Tomava-se banho de sol, de ar e evidentemente de mar, mas, sempre respeitando os limites fisiológicos e físicos de cada pessoa.



23/02/2007
- Um título estadual no futsal dos anos 70
- Janir destaca a vinda de novos empreendimentos

21/02/2007
- Dividiram a taça ao meio em 1940
- Rio Grande: Uma união de vários povos
- Tecon se moderniza para aumentar o movimento
- Renatinho ressalta valor histórico da cidade
- Governadora fala sobre os projetos para Rio Grande e re...
- Os símbolos da cidade do Rio Grande
- A chegada dos portugueses e a fundação de Rio Grande
- A prova que faz parte da nossa história

1  2   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande