Rio Grande - Quinta-feira, 19/10/2017
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. º
:: Max. º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Rio Grande - 270 anos 21/02/2007

Yeda Crusius acredita no desenvolvimento econômico de Rio Grande

Governadora fala sobre os projetos para Rio Grande e região

A governadora Yeda Crusius concedeu entrevista ao Bom Dia, ocasião em que falou sobre os projetos e os obstáculos que irá enfrentar para retomar o desenvolvimento econômico do Estado. A primeira mulher a governar o Rio Grande do Sul assumiu o compromisso em meio a uma crise financeira que assola a maioria das unidades federativas do país. O principal desafio de sua gestão será diminuir a diferença que existe entre as metades Sul e Norte. Para Rio Grande e região, ela anuncia investimentos e destaca a indústria naval como fator crucial para o desenvolvimento.

Bom Dia - Rio Grande está completando 270 anos, sendo a cidade mais antiga do Estado. Além da importância histórica, também é um pólo de indústria e prestação de serviços para a Metade Sul. Como a senhora vê a possibilidade de crescimento do município e da região?

Yeda - No que depender do Governo do Estado, vamos reunir esforços para que a Região Sul cresça acima da média. O dique seco, a plataforma P- 53 da Petrobras, o prolongamento dos Molhes da Barra, o aprofundamento do calado, as empresas de reflorestamento e tantos outros investimentos da iniciativa privada e pública abrem perspectivas para um alto índice de crescimento da cidade e da região.

BD - De que forma o governo do Estado pode contribuir para esse crescimento?

Yeda - De diversas formas. Temos um programa estruturante específico para a região que deverá focar investimentos com visão logística, buscando, para exemplificar, a integração intermodal dos diversos meios de transporte. Essas e outras iniciativas deverão representar um importante estímulo ao desenvolvimento de Rio Grande.

BD - A senhora acredita que o porto e a implantação do Pólo Naval são diferenciais que beneficiam não só o município e a região, mas também o Estado?

Yeda - Sim, com toda a certeza. Empreendimentos dessa natureza têm elevado caráter reprodutivo, como indutores do desenvolvimento. Seu impacto não se dá apenas em uma comunidade como Rio Grande, mas em toda a sua área de influência e além dela. É preciso não esquecer que a consolidação de um novo ciclo de crescimento na Metade Sul está entre as grandes prioridades da atual administração.

BD - Quais os projetos que a senhora prevê em sua gestão para o setor portuário de Rio Grande?

Yeda - Temos muitos, aí compreendidos a dragagem continuada, o aumento do calado, a instalação de dois novos guindastes - e esses são apenas alguns exemplos. Estamos preparando um plano de ação específico para o porto, que fará parte do projeto estruturante que mencionei.

BD - As lideranças portuárias têm reclamado dos recursos do porto que têm ido para o Caixa Único. Existe a possibilidade de pelo menos uma parte desses recursos permanecerem na Suprg para investimentos?

Yeda - Estamos estudando esse assunto com muita profundidade. As secretarias da Fazenda e da Infra-estrutura em breve terão uma solução que visa a retornar os recursos do Caixa Único de maneira gradual.

BD - As obras da RS-734 vão prosseguir no seu governo? Existe alguma previsão para a conclusão desse trabalho?

Yeda – Essa obra está em execução e vem sendo avaliada dentro do conjunto de prioridades do setor. Pela sua relevância, merece primazia nos programas para a área de transportes do atual Governo.

BD - Consta no Orçamento da União para 2007 verba para a duplicação da BR-392, que liga Rio Grande a Pelotas. Essa via é de extrema importância para a economia dos municípios e da região. Mesmo sendo de responsabilidade do governo Federal, o Estado exercerá alguma pressão para que a obra saia do papel?

Yeda - Com certeza estaremos acompanhando de perto a questão da duplicação da ligação entre Rio Grande e Pelotas. Estamos também pensando na duplicação rodoviária Porto Alegre - Pelotas, que não foi contemplada pelo PAC. Vamos gestionar junto ao governo federal com a finalidade de alcançarmos esse objetivo de grande valor estratégico e econômico.



23/02/2007
- Um título estadual no futsal dos anos 70
- Janir destaca a vinda de novos empreendimentos

21/02/2007
- Dividiram a taça ao meio em 1940
- Manual explicava como aproveitar a praia
- Rio Grande: Uma união de vários povos
- Tecon se moderniza para aumentar o movimento
- Renatinho ressalta valor histórico da cidade
- Os símbolos da cidade do Rio Grande
- A chegada dos portugueses e a fundação de Rio Grande
- A prova que faz parte da nossa história

1  2   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande