Rio Grande - Quarta-feira, 21/08/2019
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. º
:: Max. º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Editorial 05/06/2006
A Taça do Mundo é Nossa

Muita gente lembra do slogan “A Taça do Mundo é Nossa”, cantada nas ruas do país na década de 1970, enquanto centenas de pessoas eram torturadas e mortas nos porões da ditadura militar. Hoje o Brasil não vive mais sob uma ditadura, mas a utilização do futebol como forma de “anestesiar” a população sobre os principais problemas que enfrentamos ainda é a técnica mais utilizada pelos detentores do poder par se manterem.
A poucos dias de mais uma Copa do Mundo, o brasileiro não consegue pensar em outra coisa. O país inteiro está vestido de verde e amarelo. Bandeiras tremulam nas casas, nos carros e nos ombros dos mais exaltados. É um momento mágico para o patriotismo. Nem parece que há poucos dias a cidade São Paulo ficou a mercê do crime organizado.
Toda a emoção que o brasileiro acumula durante quatro anos, enfrentando a dura realidade, de repente é expelida em um grito de gol, ao ver levantar o caneco e no carnaval que se forma em todo o país cada vez que somos consagrados campeões. Essa emoção toda surge a cada quatro anos. Talvez por coincidência, vem exatamente no momento em que precisávamos canalizar essa energia toda para gritar por moralidade na política, mais segurança, saúde, educação, etc.
A Seleção Brasileira é a melhor representação do país lá fora. É o orgulho nacional. Dentro do país, representa o sonho brasileiro. Diferente do sonho americano, que é constituir uma família e adquirir uma casa com dois carros na garagem, o sonho brasileiro é ganhar milhões e viver sem trabalhar. Ou melhor, viver fazendo apenas o que gosta.
Um exemplo da distorção que se faz quanto ao futebol é analisar como o brasileiro se comporta diante de uma final de campeonato e como se comporta diante da conclusão de uma CPI. Embora os jornais mostrem todos os dias o que os representantes do povo andam fazendo com o dinheiro público, ninguém se reúne para acompanhar os processos e torcer pela condenação dos culpados. Ao passo que o país para durante os jogos.
Torcer pela seleção é um ato de patriotismo. Todos estaremos de olho nos dribles do Ronaldinho Gaúcho, que além de melhor jogador do mundo, como o próprio nome diz: é gaúcho. O que não podemos é deixar de torcer pelo Brasil em sentido amplo. Torcer pela geração de emprego, pela vitória contra as injustiças sociais. Nisso todos nós somos mais que torcedores, também somos jogadores e a nossa bola é o voto.



20/06/2006
- Cuidado com o 13

22/05/2006
- Dique Seco

15/05/2006
- Barrado no baile

08/05/2006
- Campanha

04/05/2006
- Dois assuntos

24/04/2006
- Motoboys

17/04/2006
- Denúncia

03/04/2006
- O país dos inocentes

28/03/2006
- Falcão, meninos do tráfico

20/03/2006
- Alckmin sempre foi a melhor opção

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande