Rio Grande - Quarta-feira, 28/06/2017
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. º
:: Max. º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Economia 17/01/2007
INFORME EMPRESARIAL - Um guia para administrar a sua empresa

Obrigações da semana:
Dia 15: IRRF – Pagamento do IRRF sobre fatos geradores no período de 01/01 a 10/01/2007.
Dia 15: IPI – Pagamento do IPI (cigarros e bebidas) sobre fatos geradores no período de 01/01 a 10/01/2007.
Dia 15: IPI – Pagamento do IPI (todos os produtos) sobre fatos geradores no mês de dezembro/2006.
Dia 15: PIS – Pagamento do PIS sobre fatos geradores em dezembro/2006.
Dia 15: COFINS – Pagamento da COFINS sobre fatos geradores em dezembro/2006.
Dia 15: PIS – Pagamento de retenções sobre serviços referente à 2ª quinzena de dezembro/2006.
Dia 15: COFINS – Pagamento de retenções sobre serviços referente à 2ª quinzena de dezembro/2006.
Dia 15: CSLL – Pagamento de retenções sobre serviços referente à 2ª quinzena de dezembro/2006.
Dia 19: IPI – Pagamento do IPI (veículos) sobre fatos geradores no período de 01/01 a 10/01/2007.

Motoboys são considerados contribuintes individuais para Previdência 

Para a Previdência Social os motoqueiros sem carteira assinada são considerados contribuintes individuais. Essa categoria de segurado trabalha por conta própria, assim como os camelôs, jardineiros, diaristas, costureiras, entre outros. O contribuinte individual é o trabalhador autonômo que não possui carteira assinada mas é considerado contribuinte obrigatório da Previdência Social. Quando o trabalhador está com a sua situação regularizada no INSS ele tem direito aos benefícios (auxílio-doença, salário-maternidade, etc) e, na velhice, à aposentadoria.
Inscrição – A inscrição é feita mediante a apresentação de documentos pessoais, como carteira de identidade ou certidão de nascimento ou de casamento, carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) ou Carteira Profissional, CPF, não obrigatório, mas importante para distinguir segurados como o mesmo nome. O contribuinte individual deve fazer sua inscrição pelo PREVFone (0800 78 0191), pela PREVNet (www.previdencia.gov.br) ou na rede de atendimento da Previdência Social (agência, unidade avançada, PREVCidade, PREVMóvel e PREVBarco).

Sistema FIERGS capta recursos para pequenas indústrias
Ações do IEL-RS e Senai-RS obtiveram R$ 1,8 milhão

O Rio Grande do Sul teve aprovados nove projetos voltados a empresas de pequeno porte pela Finep/Sebrae, sendo que quatro foram apresentados pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL/RS), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do RS (Senai-RS), integrantes do Sistema FIERGS. Os recursos, obtidos por meio de edital nacional, chegam aproximadamente a R$ 1,8 milhão e serão aplicados em ações de inovação tecnológica para as micro e pequenas indústrias gaúchas. As ações elaboradas beneficiarão diretamente 21 empresas participantes dos Arranjos Produtivos Locais (APL’s) de Couro, Calçados, Móveis e Gemas e Jóias. A contrapartida, incluindo participação das empresas, será de R$ 350 mil.
Entre os quatro projetos aprovados pelo IEL/Senai-RS para receber investimentos está a elaboração de calçados ecologicamente corretos, confeccionados em processos inovadores de Produção Mais Limpa. Já no setor de Couro, o trabalho dará ênfase para os sistemas que reduzam os compostos orgânicos voláteis (CVO´s) e os metais pesados para evitar as possíveis restrições ambientais em mercados compradores potenciais no exterior.
No setor de Gemas e Jóias serão desenvolvidos equipamentos para furação das pedras e protótipos específicos para essa finalidade. Atualmente, os pequenos fabricantes usam equipamentos de tecnologia ultrapassada, gerando perdas de matéria-prima e deixando de agregar valor. Outro segmento beneficiado pelos recursos provenientes do Finep/Sebrae é o de Móveis. Será implantada unidade de produção para vergamento de madeira maciça e chapas reconstituídas, com o objetivo de ampliar as alternativas de produção dos móveis e de introduzir novos designs. Atualmente, nos processos convencionais, as fábricas desperdiçam um percentual elevado de madeira, sem conseguir gerar inovações quanto a melhor utilização dessa matéria-prima. O valor agregado do móvel é baixo e os custos operacionais são elevados.
A Financiadora de Estudo e Projetos (Finep), vinculada ao Ministério de Ciência e Tecnologia, juntamente com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) selecionaram 70 projetos de todo Brasil para receber recursos financeiros.
* Fonte: Unidade de Comunicação do Sistema FIERGS



26/06/2007
- INFORME EMPRESARIAL - Um guia para administrar a sua em...

25/06/2007
- INFORME EMPRESARIAL - Um guia para administrar a sua e...

16/06/2007
- INFORME EMPRESARIAL - Um guia para administrar a sua e...

21/02/2007
- INFORME EMPRESARIAL - Um guia para administrar a sua e...

04/12/2006
- INFORME EMPRESARIAL - Um guia para administrar a sua e...

30/10/2006
- INFORME EMPRESARIAL - Um guia para administrar a sua e...

23/10/2006
- INFORME EMPRESARIAL - Um guia para administrar a sua e...

16/10/2006
- INFORME EMPRESARIAL - Um guia para administrar a sua e...

11/10/2006
- INFORME EMPRESARIAL - Um guia para administrar a sua e...

02/10/2006
- INFORME EMPRESARIAL - Um guia para administrar a sua e...

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande