Rio Grande - Terça-feira, 22/10/2019
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. º
:: Max. º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Empreendedor 19/07/2004

EM FAMÍLIA: Dartagnan já recebe o auxílio da filha Karen nos negócios

Tradição no ramo de laboratórios

Dizem que para um homem com pletar seu ciclo de vida é preciso que ele plante uma árvore, crie um filho e escreva um livro. Pois então Dartagnan Torres pode se sentir um homem completo. Ele é um desses empreendedores que fizeram da vida seu maior empreendimento. Dono do Laboratório Torres, com uma tradição de mais de 30 anos no mercado rio-grandino, ele obteve sucesso não só no lado profissional, mas também no pessoal.
Natural de Cachoeira do Sul, Dartagnan formou-se em Bioquímica em 1970, aos 25 anos de idade. Tão logo concluiu os estudos ele foi trabalhar no hospital da localidade de Paraíso do Sul – hoje município –, onde ficou por dois anos. “Lá tive minha primeira experiência profissional, quando montei sozinho o laboratório do hospital”, conta.
Como seu pai, que era militar, residia em Rio Grande, Dartagnan resolveu largar o emprego e tentar a sorte no município. Assim que chegou, em 1973, ele tratou de montar seu próprio laboratório. “Aluguei umas peças de propriedades do doutor Elizaude, um cardiologista já falecido, mas que era muito conhecido na época”, ressalta. Seu negócio começou pequeno, com apenas uma funcionária; entretanto, mal sabia ele que já estava plantada sua árvore e que logo estaria colhendo os frutos de seu trabalho.
Com o casamento vieram os filhos Karen e Daniel, que também se apaixonaram pela profissão do pai. Conforme Karen, a decisão de estudar Bioquímica e trabalhar com o pai não foi nada fácil. “No início eu tive dúvidas, mas hoje vejo que fiz a melhor escolha”, argumenta. Os dois receberam a missão de dar continuidade ao trabalho de Dartagnan, que não esconde o orgulho de ver os filhos seguindo seus passos.
O livro, entretanto, foi sendo escrito ao longo dos anos, pela filosofia de vida e pela ética de trabalho. Ensinamentos que hoje estão sendo passados para os filhos. “Eles vêm com várias novidades. Até costumo dizer que hoje já não sei nada, mas a experiência é ainda insubstituível em qualquer atividade”, diz.
O entusiasmo dos filhos trouxe um novo ânimo para o espírito empreendedor de Dartagnan, que já pensa em ampliar o negócio. “Fomos o sexto laboratório a ser implantado em Rio Grande e muita coisa mudou de 30 anos para cá. Começamos pequenos e hoje temos prédio próprio e estamos totalmente automatizados. Agora, trabalhamos na ampliação do laboratório e na conquista de mais clientes”, destaca.



21/11/2005
- Sucesso na comercialização de cestas decorativas

14/11/2005
- Empreendimentos de pai para filho

07/11/2005
- Talento para premiar talentos

31/10/2005
- Amigos até nos negócios

24/10/2005
- Paixão por cavalos é ótimo empreendimento

17/10/2005
- É preciso aproveitar as oportunidades

10/10/2005
- O diferencial se faz nas horas difíceis

03/10/2005
- O destino faz um empreendedor

26/09/2005
- Uma vida e muitas lutas

19/09/2005
- Com um mercado nas mãos e mil projetos na cabeça

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande