Rio Grande - Domingo, 17/02/2019
:: 90 anos do Porto de Rio Grande
:: Artigo
:: Cartas
:: Colunas
:: Comunidade
:: Curtas
:: Economia
:: Editorial
:: Empreendedor
:: Especial
:: Esportes
:: Foto da Semana
:: Geral
:: Pier News
:: Rio Grande - 270 anos
:: Variedades

:: Min. º
:: Max. º
Câmbio Compra Venda
U$ com. - -
U$ par. - -
Indicador Valor
Poup. Dia -



Empreendedor 01/11/2004

TRABALHO EM DUPLA: Antônio e Maria dividem as tarefas no Blues Café

Empresário de mão-cheia

Fernando Halal

Natural de Pelotas, o microempresário Antônio Sérgio Silva se diz um rio-grandino de coração. Não é por menos: foi na Noiva do Mar onde ele se estabeleceu e revelou-se um competente empreendedor. Proprietário do renomado Blues Café desde janeiro, Silva percorreu inúmeros percalços para alcançar a estabilidade que tantos almejam, acumulando diversas profissões desde a infância.
Sua trajetória profissional teve início aos 14 anos, quando o jovem Antônio, sem qualquer recomendação ou pressão por parte dos pais, decidiu começar a ganhar o seu próprio dinheiro vendendo doces em agências bancárias pelotenses. “Sempre tive clientes seletos”, diverte-se. No ano seguinte já era um dedicado office-boy de imobiliária, a convite do proprietário. Após quatro anos, finalmente Silva passou a trabalhar naquilo que hoje acredita ser a sua especialidade: o ramo de medicamentos e perfumaria. Ele foi ser auxiliar de farmácia, onde conferia e armazenava a mercadoria da loja. Num dia que parecia como qualquer outro, a sorte bateu à sua porta. “Fui solicitado a atender um cliente, que dizia procurar um remédio para determinada doença, sem saber, porém, que ele era supervisor de laboratório. Alcancei a ele o medicamento desejado, e, ao final da noite, o ‘cliente’ já me esperava com uma proposta de emprego”, recorda. Antônio Silva era agora um propagandista da Berigen do Brasil, um dos mais conceituados laboratórios à época. Ele percorria consultórios médicos e farmácias de Pelotas e Rio Grande, oferecendo a eles os produtos da companhia.
Em 1972 o empresário conheceu sua mulher, Maria, com quem mantém, ainda, laços nos negócios. Também foi nesta época que lhe apareceu uma nova oportunidade: assumir como auxiliar de gerência na farmácia Panvel de Pelotas. Outros quatro anos se passaram, e Antônio foi transferido como subgerente do grupo em Rio Grande, sendo posteriormente promovido a gerente.
O trabalho era bom, mas um outro desafio tentador surgiu em sua frente: o empresário Altamir Diniz Pinto, na época dono da padaria Superporto, propôs a sociedade de uma drogaria, onde ambos pudessem exercitar os seus dotes empreendedores. Em meados de 1980, era inaugurada em Rio Grande a Farmácia Popular. Em pouco mais de dois anos, o padeiro largou a sociedade, deixando tudo a cargo do amigo. “Ele quis mostrar que eu só precisava de um empurrão”, declara Silva.
Os negócios continuavam de vento em popa, com todas as dívidas quitadas. Mas, desta vez, o acaso foi cruel com o empresário: em 87, um incêndio consumiu praticamente toda a farmácia, e ele foi convidado, mais uma vez, a ser representante comercial do grupo Panvel, trabalhando como autônomo. Em paralelo, a esposa Maria mantinha uma perfumaria, fazendo a distribuição dos produtos nas farmácias. “Nesta época tive o privilégio de conhecer a Amperg, que me trouxe perspectivas muito boas”, lembra ele, que ficou um ano desempregado devido a uma ‘limpa’ de funcionários. No mesmo ano, Antônio conheceu Paulo Sérgio Nunes Silva, então proprietário do Blues Café. Seis meses depois, ele adquiriu os papéis do negócio. “Ao assumir a casa, tive a certeza de que ela não poderia ser um simples café”, declara.
Com essa idéia em mente, o casal, com o auxílio da filha Cínthia, reformulou quase todo o estabelecimento. Numa parceria com o Projeto Empreender, o Blues Café agora expõe em suas paredes trabalhos de artistas locais. Além disso, a casa oferece um espaço para que os músicos da cidade possam exibir o seu talento. Outra novidade será inaugurada nesta semana: o serviço de acesso à Internet. “Com tudo isso, venho conquistando novos públicos. O Blues Café, afinal, está aberto a todos”, explica o proprietário, que pretende em breve ampliar ainda mais as instalações, abrindo um espaço didático-cultural.
Outras das atividades desenvolvidas por Antônio Silva são o cargo de relações-públicas das farmácias Homeopathus e a realização de diversos eventos cidade afora, esta também via Blues Café. “Rio Grande me recebeu tão bem, que jamais tive coragem de voltar à minha terra. Mantenho mais amizades por aqui do que entre os meus próprios parentes”, finaliza o empresário.



17/07/2007
- INFORME EMPRESARIAL

23/01/2006
- Analisando o setor da construção civil

17/01/2006
- Investindo pesado no esporte rio-grandino

09/01/2006
- Rumo às vendas do futuro

03/01/2006
- Sucesso no mercado de parafusos

26/12/2005
- Ele se considera um cidadão da Zona Sul

21/12/2005
- A concorrência é a maior aliada

12/12/2005
- O segredo da gastronomia é a qualidade

06/12/2005
- O sucesso nas vendas depende do trabalho duro

29/11/2005
- Novo conceito no ramo da construção civil

1  2  3  4  5  >   

     C o m e n t á r i o     

    I n d i c a r    N o t í c i a     

    I m p r i m i r
Participe do Jornal Bom Dia, que agora é diário, o que gostarias de ver mais em nosso jornal?
Classificados
Notícias de jovens (baladas, variedades, vestibular)
Notícias de desenvolvimento da cidade
Vou escrever um e-mail e mandar minha opinião
Câmara de Comércio
Câmara de Vereadores
Pesca Rio Grande
Porto do Rio Grande
Prefeitura Municipal
Rio Grande Virtual
Universidade do Rio Grande